Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘lançamento’

Edital Selo da diversidade étnico racial

A Semur irá apresentar a proposta desta política pública para o mundo empresarial, visando agregar mais empresas ao programa. A proposta é que até o final deste ano mais de 100 empresas adiram ao programa do Selo, através do Edital – 2009.

 

Várias pesquisas no país demonstram que homens e principalmente as mulheres negras encontram-se na base da pirâmide social brasileira. Em Salvador, cidade com maior contingente de afrodescendentes do país, esta situação é uma característica muito forte.

 

Este programa representa um importante avanço da Prefeitura de Salvador e tem como principal objetivo incentivar a diversidade racial em um dos campos de maior exclusão da população negra, o mercado de trabalho. As inscrições acontecem entre os dias 23 de outubro e 20 de novembro.

 

Objetivando transformar a realidade dos negros na sociedade, a Semur retomou o programa do Selo da Diversidade. Após a revisão do Plano de Trabalho elaborado pelas empresas e a constatação dos avanços alcançados por cada uma delas, os parceiros foram convocados a participar desta nova etapa para aprovação do Edital 2009.

 

Após algumas reuniões, palestras e debates com os parceiros, as empresas e o Comitê Gestor, bons ventos sopraram e neste curto espaço de tempo está sendo lançado o Edital de abertura do Selo da Diversidade 2009.

 

Os primeiros encontros foram provocados pela Semur para ativar a política pública do Selo com o Instituto Íris, ABRH-BA e Hélio Santos. Neste encontro foram pautadas novas metas e a reafirmação do compromisso em manter ativa esta política pública que fomenta a responsabilidade social das empresas, auxiliando na inclusão social dos afrodescendentes. Os encontros foram organizados com intuito de sensibilizar as empresas, organizações do terceiro setor e a sociedade civil que o Selo é uma política pública de valorização da diversidade étnico-racial e que pode ser uma porta de entrada para melhorar a imagem social das empresas.

 

Este projeto representa um diferencial no mercado de trabalho e é uma forma de alterar os dados atuais, sobre a ausência de trabalhadores afrodescendentes em posições estratégicas das empresas na cidade com maior população negra do país.

 

Histórico – O Selo da Diversidade Étnico-Racial, lançado em 2007, é uma parceria entre a Prefeitura de Salvador, através da Semur, a Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-BA) e o Instituto de Responsabilidade e Investimento Social (Íris). O programa é uma peça com potencial em fomentar as empresas com a questão da responsabilidade social, além de ser uma política de valorização da diversidade étnico-racial para as empresas, organizações do terceiro setor e da sociedade civil.

 

No primeiro momento, 30 instituições aderiram ao selo e assumiram o compromisso de desenvolver ações de combate ao racismo no ambiente de trabalho. Além de elaborar o censo étnico-racial, as empresas criaram propostas de alteração da realidade de sub-representação de afrodescendentes em seus diversos níveis hierárquicos. Estas propostas foram analisadas por um Comitê Gestor, composto de organizações representativas do segmento governamental, empresarial e da sociedade civil. E, após a revisão de todos os trabalhos apresentados, foram feitas as alterações necessárias para melhorar o programa do Selo da Diversidade e está sendo lançado o Edital 2009.

 

TEMA: “Um Diálogo sobre a Responsabilidade Social e Empresarial e o Selo da Diversidade”

 

13h – Credenciamento

 

13:30h – Abertura

 

Palestras

 

14h – “Responsabilidade Social Empresarial e Competitiva”

 

Palestrante: Mario Nelson Carvalho – Vice-presidente da ANCEABRA

 

14:30h – “A importância da Diversidade nas Organizações”

 

Palestrante: Rosema Maluf – ACB – Associação Comercial da Bahia

 

15h – Apresentação do Selo da Diversidade Étnico-Racial da Cidade do Salvador

 

Palestrante: Ailton Ferreira – Secretário Municipal da Reparação

 

16h – “Case de Sucesso”

 

Palestrante: Dalila Caldas – Representante do Shopping Center Lapa

 

17h – Encerramento

 

Coquetel

 

Mais informações: (71) 4009-2629 / (71) 4009-2611

 

Adriana Ferreira

Jornalista

Anúncios

Read Full Post »

 Mariangela Nogueira | DivulgaçãoJoão José Reis lança livro nesta segunda, 22, na Livraria LDM

João José Reis lança livro nesta segunda, 22, na Livraria LDM

Desenterrar dos arquivos velhos imperiais a vida de um escravo negro que virou sacerdote, até então anônimo na historiografia brasileira, foi mais um trabalho primoroso do professor João José Reis, historiador catedrático da Universidade Federal da Bahia (Ufba). Trata-se do livro Domingos Sodré: um sacerdote africano – Escravidão, liberdade e candomblé na Bahia do século XIX, que o historiador lança, nesta segunda, dia 22, às 17 horas, na Livraria Multicampi LDM.
Com a reconstituição da vida de Domingos Sodré e de outros libertos, Reis mostra como escravos africanos conquistaram ascensão econômica, negociando e formando alianças sociais, tendo como armas os ritos trazidos de suas terras. O que a obra desvela é uma Bahia oitocentista com brechas à mobilidade social, apesar de ser predominantemente escravista.
  
Mas João José Reis também mostra, além da mobilidade, os mecanismos cruéis limitantes dela: as barreiras étnicas e raciais. “O caso de Sodré não é representativo dos libertos. A maioria deles vivia no limite da pobreza, nunca lograram a ascensão do personagem”, disse Reis. Segundo ele, para além da alforria, o negro liberto continuava a se defrontar com a sociedade dos livres. E isso também pesou na vida de Sodré. “Essa mobilidade não se traduziu em outros âmbitos da vida dele, não comprovou trânsito livre no mundo dos brancos”, explica.

SENHOR – Nascido na África, depois que veio para Salvador como escravo, Sodré conseguiu libertar-se de um senhor poderoso e virou, ele próprio, senhor de escravos. E a principal arma para  isso foi lançar mão da feitiçaria.

Serviço:

Lançamento do livro Domingos Sodré: um Sacerdote Africano – Escravidão, Liberdade e Candomblé na Bahia do Século XIX, de João José Reis | Segunda, 22, 17h | Livraria Multicampi LDM (71 2101-8007), Piedade, Centro  Salvador Bahia.

Fonte Jornal A Tarde

 

 

Read Full Post »