Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Carlinhos Brown’

fotos-g-bab_page_067

É nesta quinta-feira, dia 31 de Janeiro, a gravação do DVD do Ilê Aiyê. O show acontecerá na Concha Acústica do Tatro Castro Alves e contará com a participação de convidados especiais: Daniela Mercury, que vai cantar seu sucesso ‘Ilê Pérola Negra’, além de Carlinhos Brown, Margareth Menezes, Beto Jamaica, Lazinho (Olodum) e Barabadá.

 

O bloco afro estará comemorando a chegada do seus 40 anos, com a gravação do “DVD Ilê Aiyê – Bonito de se ver” que trará em seu repertório músicas antigas, dos anos 80, como “Que Bloco é esse”, “Deusa do Ébano” e “Depois que o Ilê Passar”, entre outras. E também as novas canções, como “Negra Perfumada”.

 

Vale a pena conferir.

Anúncios

Read Full Post »

Após ter sido vetado pela prefeitura sob a justificativa de falta de tempo para ser realizado, o projeto do Afródromo foi alterado e vai estrear no Carnaval de Salvador ainda em 2013 com um cortejo dentro do Circuito Osmar (Campo Grande) no domingo de Carnaval. A novidade foi anunciada em coletiva de imprensa realizada na tarde desta terça (15), no Museu du Ritmo (Comércio).

Imagem

Crédito da Foto: Henrique Brinco

A liga dos Blocos Afro, composta por Filhos de Gandhy, Ilê Aiyê, Carlinhos Brown, Cortejo Afro, Timbalada, Muzenza e Malê Debalê ressaltou que o Afródromo foi idealizado para ser “um espetáculo capaz de ressaltar a beleza e a força econômico-criativa da cultura negra”. “Viemos aqui para expressar a tristeza de não realizar o projeto por motivos de ‘ciúmes’ de algumas entidades”, disse Agnaldo da Silva, representante dos Filhos de Gandhy.

Imagem

Crédito da Foto: Henrique Brinco

O cortejo será puxado por Carlinhos Brown, acompanhado pelas alas de canto dos blocos em um trio elétrico, com possibilidade de unir as baterias de cada grupo. O cantor deixou claro que o movimento Afródromo está preparado para acontecer ao longo do ano, seguindo o calendário de eventos culturais da cidade. “O Afródromo está pronto. Em breve, a grande festa [o Carnaval] é que vai estar preparada para uma nova festa”, afirma o artista.

No fim da coletiva, o secretário municipal de Desenvolvimento, Turismo e Cultura, Guilherme Bellintani, levou um termo de compromisso assinado pelo prefeito ACM Neto para a realização do novo circuito em 2014. “É impossível realizar a operação em tão pouco espaço de tempo, mas o prefeito garante que tem interesse em lançar o projeto no próximo ano”, afirmou.

O projeto foi intitulado ‘Afródromo’, o espaço terá atrações que já desfilavam nos circuitos tradicionais, como Ilê Aiyê, Cortejo Afro, Muzenza, Filhos de Gandhy e Malê Debalê, além de entidades de matriz africana e outros convidados, como a Timbalada. O ponto de partida dos desfiles será equipado com arquibancada com lotação de 20 mil pessoas. Os ingressos serão gratuitos.

O local contará com uma extensão de 2,5 quilômetros, partindo Moinho de Salvador, situado na Avenida da França. Os desfiles serão no domingo, segunda e terça-feira de carnaval. Entre as novidades estão a apresentação de blocos inéditos e uma réplica da Caetanave – que saiu pela primeira vez em 1972, no carnaval de Salvador, em homenagem a Caetano Veloso que estava voltando do exílio em Londres durante a ditadura militar.

Read Full Post »

Fonte: G1 –

CarlinhosBrownSalvador, 13 nov (EFE).- O músico Carlinhos Brown inaugurou na quinta-feira, em Salvador, o Centro de Música Negra (CMN), que, segundo ele espera, servirá para materializar seu sonho de que os tambores “substituam” as armas.

 

“Queremos deixar um legado com este centro, substituir o tráfico de escravos pela troca de culturas e que os tambores cumpram a função para a qual nasceram, substituir as armas”, afirmou Brown.

 

O CMN é integrado ao Museu do Ritmo, foi impulsionado pelo músico e está localizado no bairro do Comércio, em Salvador, próximo ao centro histórico do Pelourinho.

 

O artista lembrou que o Pelourinho foi um mercado de escravos na época colonial, depois se transformou em uma zona de prostitutas e finalmente se transformou no “centro cultural” de Salvador, graças à contribuição de grupos musicais como o Olodum.

 

O cantor defendeu a utilização da música para combater “a degradação de valores humanos” e “a dor e a pobreza” à qual foram submetidos os povos africanos e seus descendentes.

 

“Houve escravidão e preconceitos no passado e hoje continua. Nós, africanos, queremos (…) utilizar nossa força espiritual para preservar nossa cultura”, acrescentou.

 

No entanto, na opinião de Brown, o CMN não se limita a explorar as expressões musicais das diferentes etnias negras, mas “amarra o desejo de irmanar todas as culturas”.

 

“Todos somos africanos: brasileiros, argentinos, uruguaios, anglo-saxões, bantús e urubás. Ser africano não é ser negro”, disse.

 

O CMN, em suas cinco salas, apresenta um percurso multimídia pelas diferentes contribuições dos negros para a música, desde os ritmos das tribos ancestrais da África até o jazz, o rap e outros sons contemporâneos.

 

A primeira sala é dedicada aos músicos que se tornaram ícones mundiais pelo impacto de suas obras, entre eles Gilberto Gil, Bob Marley, Carlos Santana, Ray Charles, Louis Armstrong, James Brown, Jimi Hendrix ou Aretha Franklin.

 

O segundo espaço se dedica à música africana contemporânea e é seguido por um “túnel” que faz referência à travessia dos navios negreiros da África para América, que foi “horrível”, mas trouxe a “fértil” cultura africana ao novo mundo, segundo o arquiteto Pedro Mendes Rocha, que projetou o espaço.

 

Os dois últimos núcleos, ainda em fase de construção e cuja inauguração está prevista para dezembro de 2010, são dedicados à América negra e às expressões mais contemporâneas, com um passeio do reggae ao hip hop. EFE

Read Full Post »


O novo videoclipe de Carlinhos Brown será lançado na próxima segunda, 8, no programa MTV Lab, da MTV Brasil.

Garoa, um xote que fala da chuva como elemento capaz de igualar os homens, faz parte do mais recente CD do cantor, A Gente Ainda Não Sonhou. Foi a primeira faixa do álbum a ganhar um videoclipe.

Dirigido por Gualter Pupo, o filme foi totalmente gravado em Salvador, com locações no Museu du Ritmo, casa de espetáculos do cantor, localizada no bairro do Comércio.

A música deve ganhar ainda uma versão remixada para o verão, segundo a assessoria do cantor e compositor baiano. 

Fonte : A Tarde

Read Full Post »