Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘fotografo profissional em salvador’

ScreenHunter_02 Apr. 03 06.42

A capital baiana recebe nesta segunda-feira, a sétima edição da Semana da África. O evento foi realizado após uma parceria entre estudantes africanos e estudantes afro-brasileiros. Criado com o intuito de proporcionar trocas científicas entre estudantes, professores e intelectuais africanos e brasileiros.

A Semana de África, abordará os temas relacionados às produções audiovisuais africanas, incluindo cinema, teatro, literatura, fotografia, televisão, internet e outras. Abordará também sobre a África no ensino da história, das culturas africanas e afro-brasileiras nas escolas e universidades brasileiras.

O evento encerrará no dia 25 de maio. As atividades serão distribuídas por quatro locais:  Centro Cultural da Câmara de Vereadores; Centro de Estudos Afro-Orientais da Ufba (Ceao), localizado no Largo 2 de Julho; Faculdade de Economia da Ufba, na Piedade; e campus da Uneb, no Cabula.

Está programado a realização de palestras, oficinas pedagógicas, Conferências, mesas redondas, shows, exibição de filmes e espetáculos teatrais. Maiores informações sobre a programação confira no blog www.semanadaafrica.blogspot.com.br.

Anúncios

Read Full Post »

Durante 13 anos, o bloco tinha o intuito de exaltar a beleza da cultura afro-brasileira, prestando homenagens a artistas locais. Esse ano, a pedido da comunidade do Pau Miúdo, o bloco pretende focar na importância intelectual e militante do movimento negro, e ninguém melhor do que o professor, historiador, Dr. Ubiratan Castro de Araújo, atual diretor da Fundação Pedro Calmon/SecultBA.

 

“Fiquei muito feliz e lisonjeado pelo convite não só por saber da importância destas entidades para a cultura baiana, mas também por ter sido um desejo da comunidade. É graças à atuação dos blocos afros que está sendo mantida toda diversidade e riqueza das heranças africanas no Carnaval da Bahia”, disse Ubiratan.

 

Foto: divulgação

O currículo acadêmico do professor, que já foi homenageado diversas vezes, em 2006 com a  Medalha Zumbi dos Palmares, pela Câmara Municipal de Salvador, é tão grande quanto a importância dele para a cultura afro-brasileira. Graduado em História pela Universidade Católica do Salvador (1970) e em Direito pela Universidade Federal da Bahia (1971). Ubiratan fez mestrado em História na Université de Paris X, Nanterre (1973) e doutorado em História na Universite de Paris IV (Paris-Sorbonne) (1992).

 

O bloco, que foi fundado em 1992, por um grupo de amigos compositores, entre eles, Josué do Babá – diretor do bloco, Walter Garrincha e Beto Jamaica, tem como propósito, ações sociais que desenvolvem trabalhos com crianças em situações de riscos, além de contribuição para construção de uma identidade e elo de fortalecimento da educação, cultura e tradições afro-brasileiras.

 

O bloco integra o Carnaval Outro Negro, programa de fomento da Secretaria Estadual de Cultura-SecultBa, que apóia financeiramente as entidades carnavalescas de matriz africana do Carnaval baiano. Em 2011, 138 agremiações serão beneficiadas.

 A banda afro B.COA promete levar alegria e muita música aos fuliões na sexta de Carnaval, 04 de março, saindo da Praça da Sé, a partir dàs 20h.

Para adquirir a fantasia do bloco, basta trocar 1kg de alimento não perecível e mais R$ 10,00, na sede da agremiação, localizada na Rua Santa Luiza, no 44, bairro do Pau Miúdo. Os alimentos serão doados para uma creche da própria comunidade.

Read Full Post »

“Eu gostaria que as meninas negras se valorizassem como elas são. Foi aqui que aprendi a valorizar minha estética, minha beleza. Não existem padrões, mas sim a beleza de cada um. Com a autoestima elevada, você pode chegar a qualquer lugar”. Esse foi o discurso de Lucimar Souza, eleita a Deusa do Ébano, que aconteceu no último sábado, 12 de Fevreiro, na Senzala do Barro Preto, Curuzu.

Mila Cordeiro

A ansiedade era notável nos lindos e ansiosos sorrisos das concorrentes. “A emoção é bastante, a adrenalina está lá em cima!”, contou a gerente de loja Idalice Maria, de 34 anos, que participou quatro vezes do concurso e em três foi finalista. “É a hora da verdade. É um sonho e eu tô muito confiante!”, disse Taís Santana, estudante de 18 anos, a mais nova de todas.

A estudante e dançarina Lucimar Cerqueira Souza, 24 anos, moradora da Fazenda Grande do Retiro, concorreu com mais 12 mulheres, escolhidas entre as 40 candidatas, na 32ª edição do trófeu de Beleza Negra, e ganhou um prêmio no valor de R$ 3 mil, mais uma bolsa de estudos em um curso profissionalizante e o mais importante, ser a Rainha do Bloco Ilê Aiyê.

Alberto Lima

As 13 candidatas se apresentaram com roupas inspirada nos orixás, comos deusas negras, com coreografias que encantavam a todos presentes, principalmente a gaúcha Luiza Bairros, ministra da Igualdade Racial, que falou da importância do evento: “A Noite da Beleza Negra é uma iniciativa fundamental para redefinir o conceito que a pessoa negra tem de si própria”. E já sabe como escolher a rainha, ministra? “Nunca fui jurada! Será um dos trabalhos mais difíceis que já fiz na vida, mais que ser ministra”, brincou a ministra.

Após a apresentação das candidatas, o público presente pode curtir os shows de Margareth Menezes, Clécia de Queiroz e a Band’Aiyê.

Read Full Post »

Obra que versa sobre a trajetória de vida, a produção intelectual e o ativismo político de uma das maiores lideranças do movimento negro brasileiro do século XX. Através da biografia de Gonzalez, os autores deixam entrever o processo de abertura democrática, revelando ainda a construção de identidade coletiva de segmentos excluídos da política nacional, notadamente os negros e as mulheres.

Esta obra faz parte da Coleção Retratos do Brasil Negro, coordenada por Vera Lúcia Benedito, mestre e doutora em Sociologia/Estudos Urbanos pela Michigan State University (EUA) e pesquisadora e consultora da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo. O objetivo da Coleção é abordar a vida e a obra de figuras fundamentais da cultura, da política e da militância negra.

Autores:
Alex Ratts doutorou-se em Antropologia Social pela USP em 2001. É professor dos cursos de graduação e mestrado em Geografia do Instituto de Estudos Sócio-Ambientais (UFG), publicou artigos sobre quilombos, relações raciais e grupos étnicos.

Flavia Rios é socióloga. Atualmente faz doutorado na Universidade de São Paulo, onde obteve os títulos de bacharel em Ciências Sociais e mestre em Sociologia. Suas áreas de pesquisa são relações raciais, movimentos sociais e políticas públicas.

Detalhes do Livro
Lélia Gonzalez – Retratos do Brasil Negro
Coleção: Retratos do Brasil negro 
Autor(es): Flavia Rios , Alex Ratts
Edição 1 / 2010. 176 pág.   12.5 x 17.5 cm
* Disponível a venda nas melhores livrarias

Read Full Post »

Temporada de 14 de maio a 07 de junho no Teatro da Cia dos Atores, Escadaria Selaron, Lapa – REF. RUA JOAQUIM SILVA

Dias: Sextas, sábados e segundas-feiras às 20h/ Domingo às 19h
Débora Almeida
Atriz e Produtora Cultural
21-9762-4313

Read Full Post »