Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘cobertura de eventos em salvador’

Para os que vivem ou estão  de passagem por Salvador terão  a oportunidade de assistir a exibição do Documentário  Pedra da Memória de Renata Amaral, na ocasiaão também será aberta a esposíção com o mesmo nome. O evento  será realizado na Caixa Cultural de Salvador dia 13 de março às 19h0 e segue até 13 de maio.  O evento integra o Projeto Brasil Benin.

Anúncios

Read Full Post »

Por Denise Porfírio

Fonte :Fundação Palmares

Representantes do governo, da Fundação Cultural Palmares (FCP) e quilombolas estarão reunidos no próximo dia 1º de agosto, para a audiência pública “Identidade Quilombola e o Acesso às Políticas Públicas”. O evento será realizado no Centro Cultural da Câmara dos Vereadores de Salvador, a partir das 18h30, e tem como objetivo debater a importância da afirmação da identidade no processo de defesa dos direitos constitucionais e políticas públicas.

Na programação está prevista a exibição do documentário “Ser Quilombola”, que expõe a realidade vivida por comunidades da região do Recôncavo Baiano. Depoimentos dos próprios quilombolas ilustram as dificuldades e anseios encontrados no dia a dia por estes povos. A produção também aborda o Decreto 4887/2003 que regulamenta o procedimento para identificação, reconhecimento, delimitação, demarcação e titulação das terras ocupadas por remanescentes das comunidades dos quilombos. Sampaio

Participarão do evento, os secretários estaduais Elias (Secretaria de Promoção da Igualdade), Carlos Brasileiro (Secretaria de Desenvolvimento Social), Eduardo Jorge Gomes (Secretaria de Desenvolvimento e Integração Regional), Ailton Ferreira (Secretaria Municipal da Reparação), Silvany Euclênio (Seppir), José Vivaldo Mendonça (Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional), Deputado Estadual Bira Côroa, Valmir dos Santos (Conselho Estadual dos Quilombolas da Bahia), Verônica Nairobi (representante da FCP em Salvador) e da jornalista Jaqueline Barreto.

Read Full Post »

“Eu gostaria que as meninas negras se valorizassem como elas são. Foi aqui que aprendi a valorizar minha estética, minha beleza. Não existem padrões, mas sim a beleza de cada um. Com a autoestima elevada, você pode chegar a qualquer lugar”. Esse foi o discurso de Lucimar Souza, eleita a Deusa do Ébano, que aconteceu no último sábado, 12 de Fevreiro, na Senzala do Barro Preto, Curuzu.

Mila Cordeiro

A ansiedade era notável nos lindos e ansiosos sorrisos das concorrentes. “A emoção é bastante, a adrenalina está lá em cima!”, contou a gerente de loja Idalice Maria, de 34 anos, que participou quatro vezes do concurso e em três foi finalista. “É a hora da verdade. É um sonho e eu tô muito confiante!”, disse Taís Santana, estudante de 18 anos, a mais nova de todas.

A estudante e dançarina Lucimar Cerqueira Souza, 24 anos, moradora da Fazenda Grande do Retiro, concorreu com mais 12 mulheres, escolhidas entre as 40 candidatas, na 32ª edição do trófeu de Beleza Negra, e ganhou um prêmio no valor de R$ 3 mil, mais uma bolsa de estudos em um curso profissionalizante e o mais importante, ser a Rainha do Bloco Ilê Aiyê.

Alberto Lima

As 13 candidatas se apresentaram com roupas inspirada nos orixás, comos deusas negras, com coreografias que encantavam a todos presentes, principalmente a gaúcha Luiza Bairros, ministra da Igualdade Racial, que falou da importância do evento: “A Noite da Beleza Negra é uma iniciativa fundamental para redefinir o conceito que a pessoa negra tem de si própria”. E já sabe como escolher a rainha, ministra? “Nunca fui jurada! Será um dos trabalhos mais difíceis que já fiz na vida, mais que ser ministra”, brincou a ministra.

Após a apresentação das candidatas, o público presente pode curtir os shows de Margareth Menezes, Clécia de Queiroz e a Band’Aiyê.

Read Full Post »

A Fundação Pedro Calmon/Secult, através da Biblioteca Juracy Magalhães Junior (Rio Vermelho), em parceria com a ONG Omi-Dùdú, promove a exposição “Dia Nacional da Consciência Negra”, em homenagem ao 20 de Novembro, data em que se comemora a luta pela liberdade dos negros brasileiros. A mostra que está em cartaz até 30 de novembro, das 8h às 17h, expõe quadros e murais referentes ao tema nos corredores, nas escadarias e na entrada da Biblioteca.

Segundo a responsável pela exposição Maria José Leal, a decoração conta com gravuras que abordam a trajetória dos negros africanos, nos contextos religioso e cultural, além de mostrar a herança e as formas de resistência que estes trouxeram e utilizaram para se alinhar aos costumes dos brasileiros. Além dos objetos expostos, serão exibidos, também, textos sobre a história dos negros no Brasil. A ONG Omi-Dùdú cedeu objetos, fotos, tecidos, utensílios, dentre outros materiais para comporem a mostra. “Essa parceria com a Omi-DuDú já existe há 4 anos. No mês de março – Dia Internacional Contra a Discriminação Racial – e em novembro – Dia da Consciência Negra – preparamos uma exposição para relembrar as datas no calendário” explica Maria José Leal.

NOVEMBRO NEGRO – Todo o ano, a Fundação Pedro Calmon/Secult realiza uma série de atividades que tematizam as lutas e conquistas pela plena cidadania dos afro-brasileiros, através de ações literárias, exposições e muita dinamização nas bibliotecas públicas. Entre as atividades programadas está o Projeto “Segundas da Literatura Negra”, que destacará a produção literária de autores afro-descendentes. Todas as segundas feiras do mês, a partir do dia 08, um encontro com a literatura negra nas bibliotecas públicas. Confira a programação completa no site da FPC.

O 20 de Novembro – é uma data marcada em homenagem à morte do herói nacional, Zumbi dos Palmares (1695). Em diversas cidades do Brasil, a data é dedicada às manifestações de luta pela igualdade racial e também à reflexão sobre a presença do negro na sociedade.

Serviço:
O que: Exposição “Dia da Consciência Negra
Onde: Biblioteca Juracy Magalhães (Rio Vermelho)
Quando: Até 30 de Novembro das 8h às 17h.
Gratuito
Contato: (71) 3116-5360

Read Full Post »